quinta-feira, 27 de setembro de 2012

EDP - Fim do mercado regulado

Artigo atualizado a 04-01-2013 ver:
Comparação de tarifários - EDP Universal vs EDP Comercial [Fim do mecado regulado Parte II]



http://luzligada.blogspot.pt/


A liberalização do mercado de eletricidade em Portugal está em curso desde 2000 e já entrou na sua fase plena, com a extinção gradual das tarifas reguladas para todos os clientes, de acordo com o seguinte calendário:


> A partir de 1 de julho de 2012, para os clientes de eletricidade com potência contratada igual ou superior a 10,35 kVA.

 > A partir de 1 de janeiro de 2013, para os clientes de eletricidade com potência contratada inferior a 10,35 kVA.

A partir das datas acima referidas deixará de ser possível realizar novos contratos com a EDP Serviço Universal. Os atuais clientes continuarão a ser abastecidos de energia pela EDP Serviço Universal, até escolherem um novo comercializador. Durante este período, será aplicada uma tarifa transitória com preços agravados, fixada pela Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE).


No dia 11 de Janeiro lançamos um simulador para ajudar a escolher qual o melhor tarifário da EDP para cada um de nós.

Hoje lançamos uma atualização desse mesmo simulador que nos permite saber, nos casos em que a potência contratada for igual ou superior a 10,35kVA, qual o agravamento a que estamos a ser sujeitos por não termos alterado (ainda) para o mercado liberalizado.

No meu caso e por continuar acomodado ao tarifário tri-horário da EDP, no exemplo abaixo, estou a sofrer um agravamento de 3,28€.
Brevemente espero partilhar convosco uma comparação entre as várias ofertas do mercado liberalizado.


Podem alterar a tabela abaixo e calcularem o vosso caso:

Painéis Solares, Vulcano - Programa Solar Térmico

Uma das curiosidades que tinha antes de começar a utilizar a casa, era o desempenho dos painéis solares, principalmente logo de manhã depois de uma noite em que a temperatura ambiente desce acentuadamente...
Na altura aderimos ao programa Solar Térmico e escolhemos o sistema da Vulcano, com um termo acumulador de 300L e o auxilio de uma resistência eléctrica para os dias de muito frio e pouco sol.
No verão o sistema é obviamente fantástico e económico já que não é necessário ligar a resistência eléctrica.
No inverno e como a temperatura à noite desce bastante, é necessário ligar a resistência eléctrica para não deixa a água ficar demasiadamente fria durante a noite, caso contrário o pouco sol durante o dia não será suficiente para repor a água a uma temperatura confortável.
Com a solução instalada e quando o tempo frio chega, configuro o programador da resistência eléctrica para ligar algum tempo durante a noite, usufruindo da tarifa tri-horária da EDP e subir a temperatura da água até por exemplo aos 48º, depois o sol (se existir) faz o resto.
Assim conseguimos ter água para os banhos matinais e o sol/luz solar faz o resto do trabalho!
Resumidamente o painel solar foi uma excelente opção, já que representa uma poupança significativa em relação aos sistemas de gás e cilindro que utilizei noutras paragens.

Iluminação do corredor (Massive/Philips)

 Apesar das medidas de austeridade não facilitarem, de vez em quando temos uma forte vontade de dar um miminho à casa e perceber que algo ficou diferente.
Recentemente vimos, gostamos e compramos no Leroy Merlin um pequeno aplique, da marca Massive, para colocar no corredor dos quartos.
É impressionante como um pequeno objeto faz toda a diferença, a luz que ilumina o corredor ficou mais quente e confortável do que a lâmpada que estava lá dependurada desde que começamos a habitar a casa!
Agora é ficar atento a novas oportunidades, principalmente para a sala que com o inverno vai precisar de uma iluminação melhorada!

Marca: Massive
Modelo: Katie wall light 33246/31/10
Já inclui uma lãmpada económica Philips (E27)
Página do fabricante